Para ser muito franco, era mais blablablá

Essa é a definição do acordo entre Brasil e Japão para a criação da fábrica de supercondutores segundo o ministro do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge. Ele participou de um Fórum de Circuitos Integrados e a Agência Estado fez um relato.

Para tratar da escolha do padrão japonês, uma delegação brasileira foi em 2006 ao Japão, liderada pelos ministros das Comunicações, Hélio Costa, e das Relações Exteriores, Celso Amorim. Na oportunidade, foram assinados vários documentos, inclusive um compromisso de se discutir a instalação da fábrica.

 

“Eu vi esse documento. Eu nem chamaria de documento de intenções. Pelo que eu li, ele não chegava nem a ser um memorando de entendimento”, disse Miguel Jorge, depois de participar do Fórum Executivo em Circuitos Integrados. “Era uma coisa, muito assim, de que estava disposto a estudar. Para ser muito franco, era mais blablablá. Acredito que era o que era possível negociar naquele momento”, acrescentou.

A notícia toda está em http://portalexame.abril.com.br/ae/economia/m0159988.html e vale ler. Meses depois, o que era penas especulado é confirmado pelo próprio governo.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em SBTVD

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s