Televisão e megapixels

Uma coisa que pouco se fala -e nenhum fabricante compara- são as medidas de resolução de imagem entre televisão e fotografia digital. Como fazer as contas?

Digamos que uma imagem de televisão normal, sem ser HD nem 1seg, possa ser perfeitamente descrita em uma imagem com 480 linhas e 720 colunas de pontos digitais. Na prática, esta é a resolução de pontos de bitolas consagradas de vídeo digital como o MiniDV e o DVCAM, amplamente usadas na produção de televisão. 

720 x 480 = 345600 pixels (pontos digitais de imagem)

Parece um latifúndio de pixels até você se dar conta que é mero um terço de megapixel. Isso mesmo. Um terço de um milhão de pontos, arredondando.

Uma fotografia de celular com resolução VGA (denominação da resolução 640×480) é apenas ligeiramente menor. A maioria dos celulares de 2007 em diante tem câmeras capazes de gerar imagens que preenchem ou superam a resolução de uma televisão normal. Isto nos mostra como estamos acostumados a consumir uma imagem de baixa resolução e avaliá-la por outros quesitos, como a qualidade da experiência que ela nos proporciona, se a narrativa da novela ou do filme está bem contada, etc. Mas, tudo deve melhorar com HDTV, certo? Sim, mas não tanto assim.

Para HDTV a conta é a seguinte:

1920 x 1080 = 2.073.600 pixels

Hmm. Dois MILHÕES de pixels com um pouco de sobra. De repente sua televisão ficou milionária! Mas, se contarmos com a resolução segundo a quantidade de pontos, ela não será diferente de uma fotografia digital de dois megapixels. 

Se torna óbvio assim porque tais cifras não são citadas nunca pela indústria ou revendedores. Mesmo que saibamos que a relação do espectador com a imagem de televisão e fotográfica é diferente, o sentimento de pulga atrás da orelha aparece: como pagar tão caro por uma televisão que, na melhor das hipóteses, vai ter uma imagem com menos resolução que a câmera fotográfica consegue captar? A imagem em movimento não deveria ter mais resolução, afinal?

Na verdade seria ótimo, mas estamos sempre acostumados ao que os americanos chamam de tradeoff: uma escolha com perdas. Ou se registra o movimento e sacrifica a resolução, ou se preserva a resolução e sacrifica o movimento. Manter as duas coisas a pleno vapor pode se tornar extremamente caro e sair do registro da eletrônica de consumo, pelo menos por enquanto.

Roberto Tietzmann

Anúncios

1 comentário

Arquivado em diferenças, off topic

Uma resposta para “Televisão e megapixels

  1. Pingback: Cuidado com o “Full HD” « TV + Internet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s